terça-feira, 1 de julho de 2008

Oral








Vocês estão no maior amasso, loucos de tesão um pelo outro. Ele nem precisa pedir. Você sabe que ele quer sentir a maciez da sua boca, o carinho que só sua língua úmida e ágil pode proporcionar.
Um bom começo é colher com ponta da língua aquele caldinho que começa a escorrer. Isso… exatamente assim… colha a primeira gota… sinta e saboreie o gosto do seu homem.
Em seguida percorra com a língua toda a extensão do pênis dele, de cima para baixo, de baixo para cima. Não se acanhe, mostre a língua, deixe o rastro da sua saliva na pele tesa.
A língua, além de indispensável, é bela. Ponha a sua para fora com naturalidade e deixe que ele esfregue a glande.
Uma das regiões mais sensíveis do pênis é o “freio”, aquela prega que prende o prepúcio à parte posterior da glande. Não poupe carinhos ali. Lamba, vibre a ponta da língua, e receba em troca os gemidos de prazer dele.
Beije, beije muito. Mas faça isso de um jeito bem sensual, sacana, abusado. Nada de lábios contraídos. Deixe-os soltinhos, molinhos, dobrados para fora. Você vai ficar linda assim.
Agora, só de maldade, pare e fique apenas lambendo de leve a pontinha do pênis. Faça isso olhando seu homem nos olhos. Deixe que ele veja em seu olhar o quanto você está gostando de chupá-lo.
A essa altura, ele já deve estar louco e você também não aguenta mais a vontade de abocanhar aquela membro duro e imenso que lateja em suas mãos. Então, sirva-se!
Depois disso tudo, o gozo é inevitável.
Você gosta de engolir? Então, relaxe e receba o prêmio pelo seu desempenho na arte de enlouquecer seu homem com a boca, os lábios e a língua. Se não gosta, sugira que ele goze em seus seios, afinal faz um bem enorme para a pele.



http://irresistivel.wordpress.com/

Nenhum comentário: