quinta-feira, 12 de julho de 2012

boca da boceta




"Foi então que ela fez algo que nunca fizera. Mexendo-se com abandono furioso, mordendo-me os lábios, o pescoço, as orelhas, repetindo como um autômato enlouquecido: - Vamos, vamos, venha, bem fundo, Oh Deus, enfie, enfie tudo! - ela saltou de um orgasmo para outro, empurrando, puxando, erguendo-se, contorcendo a bunda, levantando as pernas e enroscando-as em meu pescoço, grunhindo, gemendo, chiando como uma porca e então subitamente, no fim da exaustão, pedindo-me que acabasse com ela, que soltasse a carga. - Acabe, acabe.. eu enlouqueço!... Deitada ali como um saco de aveia, arfando, suando, completamente indefesa, completamente extenuada que estava, eu lento e deliberadamente soquei o pau para diante e para trás, e quando tinha saboreado meu bom bife, o purê de batatas, o molho e os temperos, lancei-lhe uma ducha na boca da boceta que a sacudiu como uma descarga elétrica."



Henry Miller


Baixe Trópico de Capricórnio

Baixe Trópico de Capricórnio

Baixe Trópico de Capricórnio

Baixe Trópico de Capricórnio

4 comentários:

Anônimo disse...

OI AMIGO ADOREI O TEU TEXTO, ALIAS TODOS OS QUE VC ESCREVE SAO MARAVILHOSOS, DE UMA SENSIBILIDADE MUITO GRANDE. VC VAI FUNDO NOS PONTOS QUE GOSTAMOS DE SABER. CONTINUE ASSIM QUE SEMPRE TERA A MINHA PRESENÇA AKI, POIS EU CURTO MUITO ESSES TIPO DE TEXTO, ALEM DE APRENDER UM POUCO MAIS DO QUE JA SEI. BEIJOS E CONTINUE ASSIM AMIGO DO PEITO... TE AMODORO

Azael disse...

grandes imagens!

abraço

lust

duda disse...

esse é o primeiro passo...

nothorius disse...

MARAVILHA DE DOCUMENTARIO,,,,E TUDO Q UM HOMEM GOSTA ...LEGAL