sábado, 12 de dezembro de 2009

Cavalgada


Hoje quero que sentes sobre mim, cavalgues em grande estilo, preencher suas entranhas, sentir galopar em movimentos ritmados, que o teu suco escorra pelo meu corpo enquanto meu pau te vara, qual sela roçando a bucetinha, quero-te, aqui, em plena estrebaria, no meio desta palha, nestes odores campestres. Quero freneticamente, num trote compassado, sentir os teus cabelos à deriva e a tua pele arrepiada pelo tesão da tua libido enquanto o teu corpo escorrega sobre o meu.
Quero saborear o teu suor, sentir o teu cheiro de mulher, provar os teus fluídos quando vens sobre a minha boca, sentir o teu ventre que comprime sobre o meu peito, quando devoras a última gota do meu sémen .
Quero que adormeças depois, exausta sobre mim, como lembrança de um instante de perdição, uma cavalgada de loucuras.


Marquês

4 comentários:

Lelsouza disse...

Adorei esta, realmente.Bem colocadas as palavras...pornografia? Não encontrei nenhuma, aliás em nenhuma.

Lelsouza disse...

Goste muito, e a música? Muito bem escolhida.

Fantasias Noturnas disse...

Claro que sim.. pode ficar á vontade...! já seguimos o diario!!

Leane disse...

Obrigado pela lembrança, recebi gmail hoje, tuas poesias são lindas.
Um carinhoso abraço.