segunda-feira, 16 de novembro de 2009

"(in)confessáveis desejos de você"


Estou cheia de sono...
Hum... e se eu rastejar por debaixo dos teus lençóis...
... por entre as tuas pernas entreabertas...
... e com minha língua víperina...
... começar a lamber-te?...

em vez de adormecer, vou olhar-te com tesão e arquear-me para poder ver-te fazê-lo...
roçar-me em ti enquanto sinto os lençóis arrepiarem-me a pele...

... vês o meu olhar hipnotizante de tesão?...
... sou eu a comer-te o objecto do meu desejo...
... agarro-te pelos quadris com firmeza...
... puxo-te para mim...
... e possuo-te o mais fundo que consigo...
... com minha língua afiada...
vejo e isso ainda me excita mais...
sinto-te entrar em mim sem pedir licença e deixo-me levar pela tua fúria...
uma onda de calor percorre-me a pele...
agarro a roupa da cama com uma mão e a outra mantém-te a cabeça entre as minhas pernas...
... sinto-te a puxares-me para ti...
... sinto o teu estremecer...
... o que só me dá mais sede de ti...
... mais tesão!...
... estendo os braços...
... e agarro os teus seios...
... apertando-os com força...
... quando começo a morder-te o sexo...
... e a chupar-te...
... sugando-te os lábios...
... até ao limiar da dor!...

gosto quando me fazes chegar lá... ao limiar...
gosto quando os meus gemidos te deixam confuso, sem saber se são de dor ou prazer...
gosto quando perdes a calma e me tomas à bruta...

... ouço-te gemer...
... de prazer...
... de dor...
...
... chupo-te...
... aperto-te...
... quero-te devorar...
... à bruta!...
...
... aperto-te agora os bicos tesos...
... bem espetados de tesão...
... enquanto mergulho a minha língua...
... no teu cuzinho sequioso...
... ofereces-mo com prazer...
... relaxas...
... e deixas-me entrar agora aí...
... sem pudores!...

sinto-me escorrer de prazer.
tenho as pernas a tremer, os músculos tensos e a cara a arder.

... sinto-te húmida como nunca...
... a estremeceres descontroladamente!...

há mto que já és tu que controlas.
n o evito.
n te evito.
quero que me faças tua.
...que tomes conta do meu corpo e o faças vibrar ao sabor do teu tesão.

... tenho-te dominada...
... totalmente...
... sob o meu poder!...

contorço-me ao ritmo da tua língua.
mexo-me para te deixar entrar em mim.
e tu entras...
uma e outra vez...

... adoro comer-te o cuzinho desta maneira...
... fazer entrar a minha língua em riste...
... dentro de ti...
... uma e outra vez...
... mantê-la lá dentro...
... enquanto mexes os quadris...
... espasmos...
... tremores...
...
... levanto-te as pernas...
... expondo-te mais ainda para mim...
... volto a trincar-te o sexo...
... olho o teu cuzinho...
... e volto a foder-to...
... metendo a minha língua...
... dentro dele vezes sem conta!...

volto-me e viro-me para ti.
imploro-te com o olhar para que me penetres.
deitas-te sobre mim e de uma vez, entras...

... estás tão excitada & húmida...
... que mal me encosto em ti entro...
... como se me sugasses para dentro de ti...
... de uma só vez...
... penetro-te com uma estocada seca...
... nossos corpos batem um no outro com ruído...
... soltas um gemido profundo...
... deixo-me ficar...
... mas por pouco tempo...
... sussurro-te ao ouvido...
... queres que te foda?...

quero!
fode-me agora!

deitado sobre ti...
... começo em investidas súbitas...
... e rápidas...
... ouvir-te dizê-lo...
... soltou o animal em mim!...
...
... levanto e baixo as ancas...
... a cada estocada...
... cada vez mais viril...
... cada vez mais ruidosa...
... nossos corpos estalam...
... um no outro...
... gemo e gemes...
... apoio as minhas mãos nas tuas nádegas...
... abrindo-as para mim...
... quero ver o meu pau...
... a entrar impiedosamente...
... dentro de ti...

o teu olhar de lúxuria faz-me tremer ainda mais...
sinto-me exposta e sei o quanto isso te excita...
não quero que páres...
não quero que páres até me esgotares com o teu tesão.

... faço força com as mãos...
... quase esmagando-te...
... a cada entrada mais impiedosa...
... sinto-te a escorreres...
... tens a ratinha a frever...
... e sinto o meu pau todo melado...
... todo dentro de ti...
... entrando e saindo...
... cada vez mais depressa...
...

é essa toda a força que consegues?
é assim que me comes?
quero mais...

... fdx...
... começaste a picar-me...
...
... puxo o teu rabo para cima...
... pelas ancas...
... e ponho-te de joelhos...
... de rabo empinado para mim...
... agora vou-te comer assim...
... mas vou-te comer o cu...
...
... enfio os dedos na tua rata...
... para de pronto os meter no teu cu...
... vais com a tua própria porra...
...
... pego no meu caralho...
... e enfio-te de uma assentada...
... gemes...
...esperneias...
... tentas fugir...
... mas eu agarro-te...
.. e com uma palmada...
... bem assente no teu rabo...
... acalmaste...
... ficaste marcada...
... mas isto é só o princípio...

sim...sim...
e mais?

... com a mão esquerda...
... agarro-te pelos cabelos...
... a mão direita continua a dar-te palmadas...
... cada vez mais ruidosas...
... tens o rabo já vermelho...
... mas não páro...
... e cada vez mais...
... sinto o meu caralho duro...
... a enterrar-se no teu cu...
...
... puxo-te mais pelos cabelos...
... agarro-te num ombro...
... empurrando-te contra mim...
... "mexe o cu querida!"...
... "é assim que gostas de ser comida"...
... "és a minha putinha não és?"...

obedeço e mexo-me contra ti.
"sim, sou a tua putinha... gostas quando me porto mal, não gostas?"

... gosto, sua descarada...
... tenho de te castigar por isso...
...
... cavalgo-te já desenfreadamente...
... nossos corpos embatem um no outro...
... colidem como dois planetas fora de órbitas...
... sem refreios!...
... levanto-te e ambos ajoelhados...
... grudados um ao outro pelo suor...
... que escorre do meu peito...
... das tuas costas...
... fodo-te assim...
...
... com uma mão alcanço-te a ratinha molhada...
... com a outra aperto-te as mamas...
... com violência...
... como se as quisesse rebentar...
... colo a minha boca ao teu pescoço...
... e lambo, mordo e chupo...
... hoje vais ficar marcada!...

sinto os teus dentes no meu pescoço...
gemo de dor e de vontade que me marques ainda mais...
peço-te:
"fode-me... fode-me com força..."
continuas a entrar dentro de mim a um ritmo alucinante...
... e a molhar-me com o teu suor.

... ao cravar os meus dentes...
... no teu pescoço...
... nos teus ombros...
... puxo-te ainda mais contra mim...
... e ao mesmo tempo...
... fodo-te o cu...
... enfio-te 3 dedos na rata...
... e belisco-te os mamilos...
... duros como nunca!...
...
... sinto-te a estremecer...
... vais-te vir por todos os poros...
... do teu corpo...
... deslargo-me...
... e o meu caralho começa a pulsar...
... ao ritmo do teu cu...
... não te aguentas...
... não me aguento...
... e vimo-nos num gemido comum...
... sinto a minha esporra a escorrer do teu cu...
... sinto a tua esporra a sair para os meus dedos...
... os nossos corações batem descompassadamente...
...
... sem me descolar de ti...
... pego na minha e na tua...
... esfrego nas nossas bocas...
... e caímos na cama...
... beijando-nos...
... prontos a adormecer...
... saciados...
... satisfeitos...
... completamente extenuados...
... e com o sabor e cheiro...
... a sexo...
... a embalar-nos...
... no sono merecido!...
...


Wanessa Olyver

5 comentários:

Maria Clara dos Santos Batista disse...

Morri...excitante demais para minha mente. Parabéns.

fatti___ disse...

oi Eros nossa saudades de vc...estava olhando minhas postagens antigas em meu blog e vi um poste seu q bom te ver aki nem sabia q vc ainda estava com o teu blog vc sumiu...saudades viu bjus c carinho...

fatti___

fasha comeback again disse...

blogwalking, have a nice day $$$ :)
nice blog..
please visit and followers my blog ^_^

c.a.r.l.u.s. disse...

Delícia
Delícia
Delícia

bom demais esse blog!

Fantasias Noturnas disse...

Adoramos o Blog.. muito bem feito....

Barbara & Saulo
http://fantasiasnoturnas.blogspot.com/