quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Entre as pernas











Alma feminina, desejos de mulher,
lábio grandes e pequenos a arderem
um “fogo q arde sem queimar”
Angustia de felicidade Desespero de doação
Despojo da guerra, interna.
Ah esse meu calor, esse desejo. Lava de vulcão... Esse meu ventre, minhas coxas... Essa minha flor que pulsa... Entre as minhas pernas fervilha as minhas emoções, desejos, tesões ..... esconde-se um pântano, húmido, quente, fértil, cheiro de fêmea em cio engolindo os que se aproximam, nele penetram e (por mim) jamais seriam resgatados. (Eterno açoite) Ali dormem segredos e sussurros, gemidos e gritos abafados que, vez por outra, são ouvidos à distância. Entre minhas pernas desespera ânsias de lábios grossos, uma língua que se enrosca e uma boca faminta de respostas. Entre minhas pernas termina o vão das minhas coxas e começa a colina de meu ventre. Entre minhas pernas sinto a vida fluindo. Entre elas começo e acabo meu tesão...



TICCIA ( com um toque ERH()S)

2 comentários:

rosileimedeiros disse...

Lindo e muito sensual esse cantinho. Bjos.

VERTIGO disse...

Que texto e que textura!!!

.VERTIGO.