quarta-feira, 19 de maio de 2010

Técnica

Comer uma bunda feminina num é pra qualquer um, requer paciência, tempo, jeito, e sentir prazer em proporcionar um prazer tão intenso a elas.
Esta é uma area pra quem sabe.
Este video mostra o que uma boa tecnica é capaz de fazer.


video

video

video


video




fist me, please!



De pernas bem abertas, sem receios e preconceitos do olhar e da aptitude do meu Amor…do meu Mestre, exponho-me, deixando-O explorar-me com carícias.
Naturalmente, acolho os seus dedos, que rapidamente passam a quatro. Deixo-me ser massajada nas minhas entranhas enquanto relaxo e há uma adaptação da Sua estrutura óssea á minha, por forma a envolver Sua mão como se a engolisse e a fosse guardar para mais tarde ser digerida…apertando-a como se a quisesse esmagar.

È sempre com um olhar de admiração quando fixo os meus olhos nos Dele. Inicialmente gemo de dor, mas rapidamente o meu desejo cresce e fica notória a minha reacção positiva á força da Sua penetração.
Estou descontrolada e a posicionar/ajustar a minha anca ao ângulo do Seu punho, que entra de forma estável e firme em mim.
Estou ansiosa por senti-Lo todo dentro.

Sinto Seus dedos posicionando-se e Sua mão moldando-se, pelo seu volume, à minha fisionomia. Começo desde já com espasmos de contracções sentindo-me preenchida. O caminho amplifica-se…quando de repente sinto a Sua mão deslizar totalmente em mim, atingindo um estado quase orgasmico!

Está dentro…até ao pulso. Está em mim, como qualquer outra penetração.

Ele começa num ritmo de vai/vem lento até o orifício se adaptar. Roda ligeiramente o Seu punho, friccionando os nós dos Seus dedos por toda a parede/cavidade vaginal.
Sinto-me invadida e violada de forma extremamente desejável!

Surpreendo-me a cada fist que Ele me presenteia, com um misto do imprevisto, do meu soluçar, da dor que salta a barreira para um prazer indescritível e único a este acto.

Grito e gemo que nem uma loba, em fogo, uivando pelo seu macho!!!
Estremecidos e contorções descontrolados que vão além das minhas capacidades facultativas de os dominar.
Estou louca. Nada nem ninguém existe.
Ele fode-me com mais rapidez, batendo-me fundo, roçando nas paredes, torcendo a mão…de forma persistente e segura até explodir de orgasmos múltiplos que parecem não ter fim – fazendo-me revirar sobre mim mesma.

Gentilmente, Ele retira a mão de dentro do meu corpo.
Eu expulso aquele corpo estranho ao meu… dando-me a sensação psicológica aproximada à expulsão de uma criança.
Assim fico…abandonada e deixada a saborear o momento.
Assim fico, cansada mas orgulhosa.

De olhos fechados e em silêncio, continuo a tomar partido dos músculos vaginais ainda sensíveis e convulsivos.
Imóvel, relaxo. Espera-se a minha volta ao estado “normal” … dum acto selvagem, dum acto profundo, dum acto íntimo.

Sinto-me feliz, sinto-me bem explorada.
Sinto-me exausta! …após o 3º consecutivo!
Dilatada…e dormente,
Quero repousar nos braços do meu Dono.

Ainda toda estremeço...




È cá fundo onde eu sempre e em qualquer circunstância Te sinto.
Obrigada por ser Tua.

Sub4A

Um comentário:

silvioafonso disse...

.

As fotos são uma obra-prima.
Simplesmente maravilhosas,
quanto aos clips, sensacionais.

silvioafonso.




.