segunda-feira, 10 de maio de 2010

a vulva


volta envolta de línguas irrequietas, em braços que apertam
nas mãos que apalpam sem parar.
armadilha em gestos nos pontos da paixão,
de corpo já rendido.
humm .. a nuca,
humm ... o longo do dorso,
humm ... o concavo das ancas,
humm ... o interior das coxas
no movimento tão ritmado de bailado ensaiado, que vontade em mil e uma cores da pele que se toca. sim é agora, é agora que te apalpo nos beijos que percorro cada pedaço, cada espaço em delícia de momento. lábios no humedecer constante do beijo que não pára, dedos em dedilhar perfeito agora na buceta. sim na buceta que corro e percorro no beijo que alongo da língua que tilinta o clitóris. dedos que afastam os lábios no despentear da alma quando a língua entra num vai e vem constante. quero a virilha, quero a cona na minha boca e babar-me dos hálitos já misturados. tesão sem resistir tocar-me ao mesmo tempo que rodo em rodopios de cabeça das investidas repetidas da minha língua. tesão no mergulho, tesão ao rubro no beijo na vulva. quero até ao fim, quero o gozar na minha boca, no gritar dos dedos ao despentear e puxar os meus cabelos.


Ricardo Jorge

5 comentários:

Japonezuda disse...

Huuuuum que deliciiiiaa

Beijos

Anônimo disse...

q pererequinha linda...

HJK

O Sussurrar do Corpo disse...

Uau!
Um sussurro...

Hermanphotoedition disse...

Ai que loucura o mel em minha bôca!!!!!

Anônimo disse...

Sem comentário e´bom demais !!!!!!