sábado, 17 de julho de 2010

Gelatinosa









- Aperta minha bunda...
Foi lindo de ver, existem fatos, imagens e sensações, que são nós, que fazem de nós, o que somos, felizes ou frustrados, feliz daquele que as tem presa na retina de seus olhos, na memória.
As palavras às vezes não conseguem expressar com exatidão a emoção, o tesão sentido.
O final da cena foi mais ou menos assim:
Ao perceber que ia gozar depois de ter enfiado, socado, batido em todos seus buracos, virou pra mim, ficou de joelhos sobre mim, colocou as mãos em meu peito e disse num tom diferente. - deita, seus olhos, sua expressão tinha um aspecto diferente, deitei... abriu as pernas, e veio caminhando de joelho sobre eu, roçando a boceta primeiro nas pernas, meu pau, barriga, peito, parando com a bocetinha sobre meu rosto, pegou minhas mãos colocou em sua bunda
- aperta minha bunda...
E começou se contorcer aproximando e afastando a rachinha da minha boca, era enlouquecedor sentir seu cheiro, sentir seu tesão, sentir ela toda molhada, escorrendo, uma sensação jamais sentida, encaixou ela em minha boca, desceu um pouco, forçou no queixo, subiu, colocou meu nariz dentro dela, o cheiro e as secreções inundaram, cravei a unha em sua bunda, e chupei seu grelo, mordi, apertei, ai ela enlouqueceu, mexia pra frente e pra trás com os quadris com se estivesse penetrando, ao mesmo tempo que subia e descia, esfregava em meu rosto de forma cada vês mais forte, doía em mim, machucava minha boca, tentei pedir que fosse devagar, inútil, segurou minha cabeça e aumentava cada vês mais a força, o ritmo, do pouco que via, era uma mulher transfigurada, irreconhecível, seu rosto, sua expressão, seus gestos, lindo de ver, até que num urro de prazer, gemeu um grito cortante, assustador, enfiou minha boca de tal forma dentro da boceta, que por instantes faltou ar, ai estremeceu, puxou minha cabeça como se quisesse, me enfiar inteiro dentro dela, banhou meu rosto com uma gozada gelatinosa branca, melada, intensa e farta que exalava um cheiro embriagante, coisa que jamais tinha sentido, visto...Inesquecível
Foi deliciosamente, mais ou menos assim...”




Erhos

2 comentários:

Gulosos disse...

Gostámos, voltaremos.

Bjos Gulosos

riskcontact disse...

minhanossinhorinhadosprazereseternos!!!
q delícia de gozooo, a sensação realmente deve ter sido inexplicável... uma fhoda assim é realmente inesquecível!