domingo, 11 de abril de 2010

Penetro minha lingua




(...)
E me levam. Subindo pelo seu colo... O pescoço. O queixo. E nossos lábios, agora molhados, se encontram. Sinto sua respiração ofegante a esquentar minha pele. E minha língua desliza para se perder dentro de sua boca. A sensação das duas línguas se tocando é em si um êxtase. Passam a flertar uma com a outra, despretensiosamente. A namorar. A demorar-se no beijo. E quer mais: a mão em minha nuca pressiona-me mais para dentro. E a dança vai se tornando outra. Voluptuosa. Ardente. Faminta. Como nossos corpos a repetirem um com o outro a urgência de nossas bocas.

O roçar de nossas pernas... Minha perna entre as suas. O vestido subindo, e ela ajuda: levanta o corpo e com uma mão de cada lado o sobe mais, até perto da cintura. Posso então sentir seu monte lisinho... Ao nos esfregarmos. E ela já me molhando, lambuzando minha coxa. Também deve sentir minha excitação que, aliás, tomou o lugar dos meus pensamentos desde o início. Preferi não pensar. Apenas viver. Sentir.

Vou descendo pelo seu corpo... Descendo. E chego ao monte nu, absolutamente sem pelos. Visão que me atordoa. Abaixo: sua vulva, da cor dos mamilos, carnuda... Encharcada, dilatada, semi-aberta. O interior rosado. E aquele clitóris protuberante, pedindo, querendo... Ela, com os pés sobre a cama, dobra os joelhos e abre as pernas, implorando minha boca. Que não a tem. Começo a beijar-lhe a parte interior das coxas, brinco ao redor com minha língua e a sinto em delicioso desespero. Nem eu vou resistir muito mais tempo. Passo a lamber-lhe os lábios. Saber cada contorno. Minha saliva e seu líquido: uma combinação química perfeita. Sinto seu cheiro... Enfio minha língua e provo, delicioso licor. Para subir e estar às voltas, agora, com seu clitóris. Que a pontinha da minha língua toca muito suavemente para só depois começar meus carinhos, circulares, enquanto seu corpo se contorce e a respiração ofega. E continuo, continuo... Num ritmo de uma dança não combinada, mas perfeita. Longa dança, descobrindo-nos a cada passo. Dançam de forma apaixonada: seu clitóris e minha língua, tornam-se como um.

Mas eu paro. Para sua tortura e para deleitar-me num beijo mais longo em seus lábios fartos. Penetro minha língua. A umedeço ainda mais em seu próprio líquido e retorno. Seguro suas coxas... E ela me puxa pelos cabelos. Adentro. A subir e a descer o quadril, me apertando contra ela. Por vezes se solta, e então continua sozinha o movimento a minha língua. E aí não paro. Não paro mesmo. Enquanto ela suspira, geme, sussurra coisas sem nexo. E que neste momento entendo tão bem. Eu quero... Que seja intenso, forte, inevitável. Percebo suas costas levantarem-se. Apenas elas, o pescoço caindo para trás. O estremecer daquele corpo ardendo, e um grito, quase gemido. A força dos movimentos do seu corpo a me surpreender, o contraste com a aparente fragilidade. Ela parece desmaiar. E eu vagarosamente vou me aquietando. Deliciando-me junto, em cada momento. Breves eternidades. Sinto a satisfação como se aquele gozo fosse o meu. Sou eu que não consigo esconder o sorriso. E ela respira, passa as mãos por entre os próprios cabelos, o rosto. Entreabre os olhos e os fecha novamente. Desfalece. Aquele instante poderia durar a vida inteira.
(...)


L

13 comentários:

Beta disse...

Aprovado, e com muita dignidade!!!

O Sussurrar do Corpo disse...

Um sussurro...

Cadinho RoCo disse...

Pela trilha do prazer, sabores misteriosos.
Cadinho RoCo

pornografo disse...

Amei teu blog! Devidamente linkado!

Bem Resolvida disse...

affff, que me lembrei de sábado. Poderia até acreditar que era ELE aí, descrevendo os nossos momentos....

japonezuda disse...

Belas fotos...
Texto maravilhoso!!!
Parabens...
Bjo

LEO disse...

delicia de conto e as fotos sao um gozo total!
BJSSS
LEO
seximaginarium

Anônimo disse...

[url=http://www.planet23.com/jackpot-city-review]jackpot city casino[/url] [url=http://www.realcazinoz.com/jackpotcitycasino.htm]jackpot[/url] [url=http://www.planet23.com/go/europa-bonus-code]europa casino[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.forex.cd]forex online[/url] [url=http://www.planet23.com/]online casino[/url] [url=http://www.eurotexans.com]casino spiele[/url] [url=http://www.realcazinoz.com/]free casino bonus[/url] [url=http://www.playatonlinecasinos.com/]online casino australia[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.001casino.com/casino-reviews-kingneptunes.html]king neptunes casino[/url][/url] [url=http://www.the-gambling-city.net]casino[/url][/url] [url=http://www.free-casino-bonus.com]free casino[/url] [url=http://www.c-medical.biz]buy cialis[/url] [url=http://www.globalsba.com/sms.htm]Invoicing[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.eurotexans.com]casino spiele[/url] [url=http://www.realcazinoz.com/]free casino bonus[/url] [url=http://www.001casino.com]free casino[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.eurotexans.com]online casino[/url] [url=http://www.realcazinoz.com/]online casino[/url] [url=http://www.001casino.com]on line casino[/url]

Anônimo disse...

[url=http://www.casino-online.gd]casino[/url], also known as operative casinos or Internet casinos, are online versions of illustrious ("hunk and mortar") casinos. Online casinos approve gamblers to describe the borough red and wager on casino games to a t the Internet.
Online casinos usually forth odds and payback percentages that are comparable to land-based casinos. Some online casinos aver on higher payback percentages with a censure repute automobile games, and some mutate known payout part audits on their websites. Assuming that the online casino is using an fittingly programmed indefinitely diversified generator, catalogue games like blackjack be compelled an established front line edge. The payout holding as a replacement for these games are established at closer the rules of the game.
Uncountable online casinos absolve gone or obtaining their software from companies like Microgaming, Realtime Gaming, Playtech, Worldwide Imposture Technology and CryptoLogic Inc.