segunda-feira, 22 de março de 2010

Mudança de Opinião

Fui descendo por sua barriga, mordiscava sua cintura, e continuei descendo em direção ao meio de suas pernas… Sabia que ela já estava louca de tesão, e eu estava disposta a deixá-la mais louca ainda. Tirei sua calcinha bem devagarzinho, olhando em seus olhos, enquanto ela brincava com o biquinho dos seus seios. Encaixei minha coxa no meio das suas pernas, esfregando em sua bocetinha toda molhada, lhe deixando maluca de prazer, quando ela mesma já estava mexendo seus quadris e esfregando sua xoxota cada vez mais em minha perna. Beijava sua boca, enquanto ela arranhava minhas costas devagar, mas me provocando um arrepio pelo corpo todo. Logo ela me fez um convite que me surpreendeu:
-Estou louca de vontade de sentir sua língua em mim… – Sussurrou.
-Ah é? Então pede de novo…
-Me chupa vai…

Com um pedido tão delicioso tive que obedecer. Levantei-me, e a coloquei de quatro no sofá para mim, com as mãos no encosto do sofá. Dei um beijo no seu pescoço, e fui descendo por suas costas até sua bunda, esfregando meus seios nas suas costas e bumbum. Comecei a atiçá-la mordiscando seu bumbum, enquanto ela soltava gemidinhos deliciosos, de quem estava amando muito tudo aquilo. Vi aquela boceta linda, sem pêlos, pronta para ser devorada. Dei uma lambida profunda, com vontade que a fez, tremer soltando um gemidinho de quem estava esperando ansiosa por minha boca. Comecei a chupá-la deliciosamente. Ela se sentou, e me ajoelhei a sua frente. Eu lambia seu clitóris com movimentos circulares, deixando minha língua escorregar até os pequenos lábios. Abri sua boceta e lhe lambia alternando os movimentos, ora rápido, ora lento. Seu corpo se arqueava de prazer, um prazer indescritível, delicioso. Quando vi que ela estava quase gozando, abri bem sua boceta, deixando seu clitóris todo à mostra. Me foquei ali, naquele pedacinho de paraíso, lambendo até ela gozar. Que delicia vê-la gozando, ficando toda suada de tanto prazer.
-Nossa que delicia… – Falou já sem fôlego.