domingo, 27 de fevereiro de 2011

Mulher Selvagem



Meu corpo parece que falece
e não sei como disfarçar,
e nem mesmo camuflar
quando tudo em mim estremece.
É no minuto em que me acaricias.
Sussura palavras obscenas
e penetra em partes pequenas,
que me derreto em malícias.
Por favor, não fique acanhado.
Faça a sua festa na minha cama.
Faça diminuir a minha chama.
E me deixe com o olhar revirado.
Sou mulher. Não sei fingir.
Sou feminina. Não devo me esconder.
Sou fêmea. Sei o que sentir.
Sou selvagem. Me deixo percorrer.





Maria Fernanda

6 comentários:

Anônimo disse...

Ola i,m new in this web site and i will to know the newideas postated in this posts .I can see your web fromastalavista index and i have tryed to register some minutes a go but this secret code was hard ro read but i manage it =)) This was my introduction in this questbook
Super best regards
And this is my shitty site you can send to my email



[url=http://www.liveinternet.ro/]http://www.liveinternet.ro/ [/url]
radio

riskcontact disse...

ainda bem q deixa...

Ksal Wet disse...

Amei seu blog! Virei fã.
A frase "porque a buceta é um troço que requer tempo, disponibilidade ...." é perfeita!
E como é bom deliciar uma buceta... hmmm...
;)
Beijos!
Sra.Wet.

Conde Vlad disse...

Nada melhor do que uma mulher segura de sí.

Abraços do Conde.

Conde Vlad disse...

FAAAAAAAAAAAALA CHEFE...

Eu tô em busca da buceta perfeita meu chapa, igual a do vídeo. KKKKKKKKKKKKKKKKK

Abração do Conde.

**cadela simplesmente** disse...

adorei o texto...
extremamente excitante...
bjks
cadela